Pintar o cabelo na gravidez: mitos e verdades.


Quantas vezes já ouviu rumores de que não se deve pintar o cabelo durante a gravidez? Mas será que é mesmo verdade?

De acordo com estudos científicos, as tintas utilizadas para a pintura de cabelo contêm uma percentagem de químicos bastante reduzida pelo que, por isso, não são absorvidos pelo organismo; por conseguinte, não se revelam uma ameaça à formação do fecto.
Contudo, há especialistas que aconselham as futuras mamãs a aguardar pelo 3º mês de gestação para que possam dar uma nova coloração ao seu cabelo. O motivo prende-se com o grau de vascularização do couro cabeludo que poderá ser a porta de entrada de determinados químicos na corrente sanguínea.

Mitos e verdades.
1. As grávidas não podem pintar o cabelo? Mito.
Como já foi referido, não há motivos de alarme; do ponto de vista científico, não há fundamentos que sustentem este mito. No entanto, é aconselhável que a coloração do cabelo seja realizada a partir do segundo trimestre isto é, a partir das 12 semanas de gestação.

2. Há cores que são mais aconselháveis? Verdade.
Há de facto colorações que se recomendam comparativamente a outras. As cores mais suaves contêm um número de químicos bem menor enquanto que, as cores vivas têm uma percentagem mais elevada, para uma maior duração. Posto isto, sugere-se que opte por cores mais naturais.

3. Durante a gravidez é necessário ter cuidados redobrados aquando da coloração capilar? Verdade.
Sim, durante a gravidez o organismo da mulher requer cuidados especiais. No que respeita à pintura dos fios de cabelo, a aplicação da tinta deverá ser feita por um período mínimo.

 

Visite a Maison BH, dispomos de uma equipa de profissionais que lhe irão apresentar as melhores soluções de coloração. Garantimos a sua satisfação e bem-estar, e a do seu bebé.